Café com Nostalgia

Eu não gosto de café.

Começo assim, bem direto, pra deixar as coisas bem claro. Mas toda vez que eu te vejo, eu lembro de café, e que curioso, eu gosto de você. Só que café, eu não tomo mesmo.

É mesmo irônico que eu tenha uma certa atração pelo bendito café. Não sei, mas ele é tão poético, o cheiro combina tanto com tinta e papel, te mantém acordado enquanto você escreve  mesmo sabendo que precisa dormir, só que você coloca as palavras em primeiro lugar.

Ah, o café. Vai ver eu prefiro chá, refrigerante, água, limonada… é um paladar ingrato mesmo.

Mas tudo bem, eu te perdoo. Sim, porque quando eu te abraço, não é de perfume que eu sinto o cheiro. É cheiro de… isso mesmo, mas tudo bem, eu gosto desse cheiro. É segredo, não vale contar.

Desculpas não adoçam o seu café, por isso você coloca nostalgia. E mesmo não tomando, eu quero um pra viagem, desnatado e com saudade.

 

Thiago B.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s