Arquivo mensal: janeiro 2011

De Volta

Eu minto demais. Mais para mim do que para os outros.

A mentira da vez é o “seguir em frente”. Por mais que eu diga que vou segui em frente, eu não dou um passo, não me movo.

Eu quero o passado, não um futuro. Isso é falta de perspectiva, é covardia. Ter medo do que não aconteceu não é do meu feitio, ou pelo menos, não era. Eu nem me reconheço mais. Eu quero de volta, me quero de volta. Mas só fico parado, vendo minha vida passar. Isso definitivamente não está certo.

E por mais que eu queira de volta, eu não quero pra sempre. Eu tenho um medo medonho da eternidade. De volta diferente, mas igual. Confuso? Algumas coisas não mudam.

Eu sei que não posso ter o passado de volta, mas eu preciso estar de volta. É, não é nada simples.

O inegável é que as coisa não são mais as mesmas. Por agora, por enquanto, essa é a única verdade que eu posso admitir pra mim.

Já é um começo.

Thiago B.