O tolo, a garota e o filho de dionísio

/%20

 

Eu não sei o  nome.

Você me recusa a dizer quem ela é. Como ela é. Um nome, comum como tantos outros, mas que deve ser no mínimo impronunciável.

Como amigo, me sinto ofendido. Quem é essa Garota? Você nem me fala dela, só quando eu requisito, o que é uma total apreciação da minha parte, levando em conta que você é super reservado.

De fato, é bem difícil desenvolver algum tipo de relação de você. As coisas aconteceram meio estranhas entre a gente. Ok, essa parte ficou meio gay. Pode rir.

O que eu quero dizer é que a gente não fala “Oi, tudo bem?” , você fala logo, fala nu e cru. E só com você é assim.

Eu até tento ser cordial, pra mim “oi” é educação. Mas com você eu falo pop e a gente se entende.

Eu te confio, mais do que deveria. Me desculpo dizendo que no fundo sou uma pessoa boa e confio fácil. Pra você, é claro, eu sou apenas tolo. É, talvez eu seja.

Te contei muita coisa, mas de um tempo pra cá eu percebi que você não sabe muito sobre mim. Você conhece meus fatos, não minha essência. Digo isso porque aos poucos, essa essência tem se mostrado mais intima. É por isso que mesmo sabendo pouco, eu te conheço e te confio.

Não sou um cego completo, por isso a misteriosa garota me deixava com uma pulga na orelha. Por que eu não posso saber o nome?

E é aí que eu digo que te conheço. Eu entendi o porquê.

Você quer mante-lá imaculada, pura, tanto que nem pronuncia seu nome para outras pessoas. Você não fala dela com outras pessoas porque nada se compara a falar com ela.

Ela é seu codinome beija-flor. Sua femme fatale.

E quer saber? Eu respeito sua decisão porque sou tolo, e tolo que somos. O que significa que sou aquele tipo de pessoa que seca sua holy teardrops que caem em forma de polígonos com minhas hands e repito “Não seja um homem cinza, não seja um homem cinza”

Eu sei que mesmo se eu colocar meu coração numa caixa, vou saber que vai doer quando ele sangrar. Obrigado por não me deixar fazer besteira.

Aprendi com você que não importa o nome da menina se ela te faz sorrir, faz chorar, senti.

Obs¹: A foto do post é ilustrativa, ou não.

Obs²: Essa é minha música favorita.

Obs³: Escrito pra um amigo.

Thiago B.

Anúncios

Um comentário sobre “O tolo, a garota e o filho de dionísio

  1. Mais uma vez… falando de vc nas entrelinhas! Enfim… um dia isso melhora, acredite! =) Ao menos se expressa bem e sabe realmente o q sente! Isso é importante! =) Fique bem!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s