a chuva diminuiu

Chove tão forte. Ainda não me acostumei com o clima dessa cidade. Entrei no apartamento, molhado até os ossos. Tava na parada de ônibus, ia pra sua casa. Mas daí veio o temporal e levou meus planos por água abaixo. eu realmente fico irritado quando as coisas não dão certo, o que acontece quase sempre. Tô com tanta saudade tua que quase posso ouvir sua voz me chamando quando coloco a cabeça no travesseiro pra dormir. Aliás, não tenho dormido muito bem. Fecho os olhos e me vem um flash de tudo que tem acontecido ultimamente. Me estresso, rolo na cama, concentro, mas o sono não vem. Não consigo esvasiar a cabeça. Levanto o meio da noite, tomo uma água, te mando uma mensagem. Pra me distrair, tento ler um livro, mas daí eu lembro que tenho um texto enorme pra decorar e fico com dor de cabeça só de lembrar que assim que passarem cinco anos, eu consigo decorar. Não adianta. Com você na minha mente o tempo todo, é difícil prestar atenção em outra coisa. Ando tão distraído que um dia desses quase que sou atropelado. Pode rir, sei que achou graça. Sei quando você acha graça. A gente se conhece muito bem. Você sabe o quanto isso me assutou no começo. Mas agora, parece tão maravilhoso. Acharia a chuva algo tão lindo se ela não estivesse atrapalhando meus planos. Sonhei com você ontem. Sonhei que eu ia em um lugar onde você estava, aparecia de surpresa. Você tava falando de mim. Eu sorria. Você olhava pra trás. Tinha sentido minha presença, sabia como era o meu andar. Acordei determinado a te ver. Mais do que o habitual. Aí vem a chuva e me atrabalha. Eu seria capaz de sair mesmo assim, nesse clima terrível, mas não quero arriscar a molhar o presente que levo no bolso da jaqueta. Que nostalgia horrível… o celular não tem sinal. Não dá pra ouvir tua voz nem pelo telefone. Ah! Que dádiva. A chuva diminuiu. Vou sair, ir te encontrar. Bate na porta do teu “apertamento”, mas não importa. Estaremos tão juntos que um apartamento grande seria desperdício. Vou tirar minha roupa e me aquecer no teu corpo. Lá fora, as ruas estaram inundando com esse temporal. Eu estarei inundado de felicidade. E mesmo que a chuva pare, não voltarei pra minha casa. Não há sol ou chuva que seja melhor que nosso clima. Não há estação do ano que seja melhor que nossa eternidade. Enquanto o mundo acaba lá fora, um novinho começa aqui dentro.

Thiago B.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s